39 Anos de Bons Serviços

Nova lei de trânsito

Veículo com cor ou característica alterada


Dirigir sem os documentos de porte obrigatório
A CNH e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) são documentos que o motorista deve sempre portar ao conduzir um carro. O descumprimento dessa norma não gera pontos na habilitação, mas pode acarretar em multa (infração leve, que custa R$ 88,38) e retenção do veículo até a apresentação do documento.


Placas do veículo em desacordo com o Conselho Nacional de Trânsito (Contran)
Veículo com placas de identificação em desacordo com as especificações e modelos estabelecidos pelo Contran é uma infração média, com penalidade de R$ 130,16 e a retenção do carro para regularização, além da apreensão das placas irregulares.


Não registrar o veículo no prazo de 30 dias
Na compra e venda de um veículo é necessário o registro de mudança de propriedade. De acordo com as regras do CTB, tal documentação deve ser feita no prazo de 30 dias. Se a norma não for cumprida, o novo proprietário não perde mais pontos na carteira, mas deve pagar multa, que agora é de natureza média, no valor de R$ 130,16. Além disso, poderá ocorrer a retenção do carro até a situação estar regularizada.

Infrações que resultam na suspensão direta da CNH – autossuspensivas
Essas multas por si só suspendem a CNH antes de a pontuação chegar no limite. Anteriormente, mesmo com o documento suspenso, eram aplicados sete pontos na carteira, já que as infrações são de natureza gravíssima. Agora, para evitar a dupla punição, a pontuação não será mais recebida, apenas a cobrança da multa que, em alguns casos, pode ter fator multiplicador.

Dirigir sob a influência de álcool ou se recusar a fazer o bafômetro são exemplos dessas ocorrências, cujo valor da multa é multiplicado em 10 vezes, chegando aos R$ 2.934,70.

Infrações praticadas por passageiros de transporte rodoviário

Com a nova legislação, se um passageiro de transporte rodoviário cometer alguma infração o condutor do veículo não perde mais pontos na CNH. Uma dessas ocorrências, por exemplo, é o não uso do cinto de segurança, considerada grave e passível de multa de R$ 195,32. Se o motorista orientou o passageiro sobre a correta utilização do cinto de segurança e ele não usou, a responsabilidade não é do condutor, por isso não é certo pontuá-lo.

 

 

 

 

Fonte: Auto Esporte

 

 

 

© Stattus Organização de Despachos Ltda. 2014 | Todos os direitos reservados.

KMC Publicidade